Rescisão indireta

O QUE GERA A RESCISÃO INDIRETA?

A Legislação trabalhista traz deveres e obrigações tanto ao empregado como ao empregador (empresa/patrão).

Quando o empregado comete uma das infrações do art. 482 da Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT, o empregador pode demitir o funcionário por justa causa. Da mesma forma, quando a empresa empregadora desrespeita o exposto no art. 483 da mesma legislação, pode o empregado requerer a sua demissão através da rescisão indireta pela falta cometida, seria o que chamamos justa causa do empregador.

QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS MOTIVOS PARA ENSEJAR A RESCISÃO INDIRETA?

Os motivos mais comuns são:

  • Ausência de depósitos do FGTS por todo o período trabalhado;
  • Atrasos com frequência no pagamento do salário;
  • Agressão física pelo empregador;
  • Quanto for exigido do empregado execução de tarefas excessivas, que vão além de suas funções ou capacidades físicas;
  • Quando o empregado é submetido a situações de risco;
  • Quando o empregador lesionar a honra e a fama do profissional;
  • Assédio moral ou sexual ao empregado.

Todas essas, entres outras, podem gerar o direito à rescisão indireta. Lembrando que deve haver provas concretas para que a Justiça conceda o direito.

COMO FUNCIONA O PROCESSO DE RESCISÃO INDIRETA?

Esse tipo de rescisão deve ser requerido em Juízo, na Justiça do Trabalho competente do local da prestação do serviço.

Nesse caso, o advogado contratado pelo empregado deve ter conhecimentos específicos na área, pois necessitará de reunir provas documentais e testemunhas que comprovem tudo que for alegado na Ação.

O Juiz analisará todas essas provas e em seguida julgará a Ação. Sendo julgada procedente, o empregado terá direito ao recebimento de todas as verbas rescisórias como se fosse demitido sem justa causa.

Importante que o empregado notifique a empresa sobre a propositura e não interesse na continuidade do trabalho, afim de evitar o abandono de trabalho.

QUAIS AS VERBAS DEVIDAS NA RESCISÃO INDIRETA?

Como dito acima, seriam as mesmas verbas como se o empregado tivesse sido demitido sem justa causa, sendo elas:

  • Saldo de salário;
  • Férias vencidas e proporcionais, acrescido de 1/3;
  • Décimo terceiro salário proporcional aos meses trabalhados;
  • Saque do FGTS depositado, com adicional da multa de 40%;
  • Aviso prévio;

Ainda, o empregado receberá as guias para solicitação do Seguro Desemprego, caso preencha os requisitos para tal benefício.

Agora você já sabe um pouco mais sobre a rescisão indireta do contrato de trabalho. Mas caso ainda tenha dúvidas, entre em contato através dos contatos disponíveis no site. Para facilitar o atendimento, disponibilizamos ao lado nosso WhatsApp, fale com um advogado.

Fale com o Advogado

Preencha o formulário abaixo e entre em contato com nossa equipe de advogados